Caminhada - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Várias escolas municipais de Santa Bárbara, participaram das atividades relacionada ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que aconteceu na última quinta-feira (18). A data tem por intuito mobilizar a população. A escolha do dia se dá pelo “Caso Araceli”, de 1973. À época, uma criança de apenas oito anos de idade foi brutalmente assassinada depois de ter sido violentada sexualmente em Vitória (ES). Dada à repercussão do caso, uma forte mobilização da sociedade brasileira levou à criação de um dia dedicado ao combate desse tipo hediondo de violência.

A campanha - 18 de Maio - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes - Uma data para não ser esquecida. A Prefeitura Municipal de Santa Bárbara, realizou na última quinta (18) a Caminhada - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Santa Bárbara, ação essa que foi através da Secretaria de Desenvolvimento Social e do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)

O CREAS é Unidade Pública que oferta serviço especializado e continuado a famílias e indivíduos (crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos, mulheres), em situação de ameaça ou violação de direitos, tais como: violência física, psicológica, sexual, tráfico de pessoas, cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, situação de risco pessoal e social associados ao uso de drogas, etc.

O Prefeito Jailson Costa ressaltou a importância da informação e elogiou a população do município e em especial as crianças e jovens nesse evento, que considerou “muito consciente”. Nós temos que preservar nossas crianças e nossos jovens, mantê-los distantes daquilo que lhes faz mal porque eles são o futuro, declarou.

A proposta é intensificar o combate ao crime sexual e a ação surgiu por conta de uma inquietação, por parte do município, devido às denúncias que se tornam conhecidas no CRAS, CREAS, Ministério Público e Conselho Tutelar, afirmou a Rosenilda Freitas Santos (Secretária de Desenvolvimento Social).

Quando uma criança ou jovem passa por uma situação dessas, alguns sinais são evidentes, segundo explica a Coordenadora do CREAS – Márcia Pinheiro Barros, “alguns sinais são clássicos. Uma queda no rendimento escolar, irritabilidade, a criança ou adolescente pode voltar a sentir medo de algo já superado. São uma série de comportamentos que ela pode apresentar se alguma violação for constatada”.

Para denunciar a população pode ligar no “Disque 100”, o qual foi criado pela Secretaria de Direitos Humanos, onde atendem as denúncias e fazem os encaminhamentos. Outros meios são o Conselho Tutelar, pelo telefone (75) 3236.2600 ou na delegacia da Polícia Civil.

Qualidade de vida, essa é a meta da administração Governo de Todos.

Compartilhe

Mais Notícias